Sola Scriptura

Ainda o Tanque de Bestesda!

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Ter Mar 12 2013, 11:17

Bom dia amados!
Quero compartilhar um assunto que na verdade faz alguns anos que postei, na verdade não me lembro em qual dos fóruns. Esse assunto surgiu em meu coração faz alguns anos, eu acredito que se não me falha a memória antes de eu casar, e já vai fazer sete anos que estou casado.
Eu estava na casa do me sogro, e enquanto preparavam o almoço eu sentei na sala e estava lendo a bíblia. Chamou-me atenção o texto sobre a cura do enfermo do tanque de Bestesda. Quando me deparei com o texto e tentei visualizar a situação toda, a cena dos enfermos disputando um lugar próximo ao tanque, um homem que estava ali já fazia 38 anos e sem obter a cura, me meio um pensamento: “ Não havia cura no tanque de betesda”. Isso me incomodou e passei a perguntar para várias pessoas que tinham certo conhecimento bíblico, mas a maioria discordava do meu pensamento. Um pastor que é meu parente acabou concordando, mas aí fiquei com a pulga atrás da orelha se ele não quis me contrariar. Desde então fiz várias pesquisas com o propósito de entender melhor essa questão, fiz contato com teólogos, alguns me responderam outros ignoraram, prometendo pensar sobre o assunto. Mas confesso que eu também deixei por um tempo de pesquisar, mas cada vez que eu ouvia uma mensagem sobre o assunto, algo dentro de mim ainda me incomodava. Pensei como seria pregar uma mensagem que foge totalmente do habitual, da visão que a grande maioria esta acostumada, que muitos já pregaram e ensinaram como verdade, se valia a pena por que edificaria, ou apenas geraria uma discussão. Pois bem, nesta semana encontrei um artigo que acredito resumir muito bem os meus pensamentos e minha forte inclinação em acreditar que de fato não havia cura naquele tanque, que na verdade Bestesda que significa “Casa de misericórdia” era um verdadeiro tanque de falsos milagres e falsas expectativas de cura, a crença no sagrado, no místico, o caminho paralelo, ou até mesmo oposto ao caminho da verdadeira cura que esta em Cristo Jesus.

Eis o texto









Realmente descia um anjo no tanque de Betesda?

Vamos nesta oportunidade meditar na Palavra de Deus no Evangelho de João 5.1-15 que diz:

1- Depois disso havia uma festa dos judeus; e Jesus subiu a Jerusalém. 2) Ora, em Jerusalém, próximo à porta das ovelhas, há um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco alpendres. 3) Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados [esperando o movimento da água.] 4) [Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; então o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.] 5) Achava-se ali um homem que, havia trinta e oito anos, estava enfermo. 6) Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim havia muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são? 7) Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. 8) Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. 9) Imediatamente o homem ficou são; e, tomando o seu leito, começou a andar. Ora, aquele dia era sábado. 10) Pelo que disseram os judeus ao que fora curado: Hoje é sábado, e não te é lícito carregar o leito. 11) Ele, porém, lhes respondeu: Aquele que me curou, esse mesmo me disse: Toma o teu leito e anda. 12) Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito e anda? 13) Mas o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se retirara, por haver muita gente naquele lugar. 14) Depois Jesus o encontrou no templo, e disse-lhe: Olha, já estás curado; não peques mais, para que não te suceda coisa pior. 15) Retirou-se, então, o homem, e contou aos judeus que era Jesus quem o curara.

A cidade de Jerusalém sempre foi muito importante por ser considerada à cidade sagrada. Por judeus, cristãos e muçulmanos.

Nessa cidade havia uma fonte de água que ficava próximo da “porta das ovelhas”, ou seja, próximo a um mercado de animais. Talvez por essa cidade, ser reconhecida como sagrada, e, portanto, mística.

Nasceu a história de que essa fonte possuía águas miraculosas. Dizia-se que um anjo vinha do céu uma vez por ano, agitava as águas e o primeiro doente que mergulhasse, seria curado.

Muitas pessoas se aglomeravam aguardando um milagre. Na verdade uma multidão de pessoas inválidas: cegos mancos e paralíticos.

Foi construído nessa fonte um pavilhão para abrigar tanta gente, este possuía um alpendre com cinco pavimentos. O lugar foi denominado, ironicamente, de Betesda – que em hebraico significa “casa de misericórdia”.

“Conta-se que muitas famílias, para se verem livres dos doentes, os abandonavam nos alpendres do tanque de Betesda. Os ricos compravam escravos para os ajudarem a entrar nas águas.

Alguns alugavam as bordas mais próximas, que possibilitavam melhor acesso. Todos queriam o seu milagre e, lógico, os mais abastados, sagazes e famosos, se sentiam perto da graça”.

É óbvio que se os mais abastados ficavam nos lugares de melhor acesso para entrar na água, os pobres e miseráveis ficavam sempre no fundo do pavilhão, sempre por último.

Eu sei que é difícil, mas imaginemos a situação: Um lugar que se acreditava que um anjo descia uma vez por ano, mas ninguém sabia a data exata.

De repente alguém grita: “o anjo agitou as águas”, e a confusão estava feita, doentes se jogando por todos os lados na tentativa de ser o primeiro a entrar, e novamente aconteceu que, ninguém sabe ao certo quem foi o primeiro e, portanto, não houve cura. Mais um ano de frustração.

Jesus em uma de suas visitas á cidade de Jerusalém, resolveu ir até o tanque de Betesda e diante de toda essa situação deplorável, ele desviou sua atenção dos mais ricos, dos mais capazes e dos que menos precisavam da cura; dirigiu-se para um dos cantos esquecidos de Betesda e encontrou um homem que esperava por seu milagre há trinta e oito anos.

Jesus aproximou-se do paralítico e perguntou: “você quer ser curado?”. O paralítico respondeu o que era óbvio: “Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim”. Nesse mesmo instante Jesus curou o paralítico e este começou andar.

As pessoas afirmavam que o anjo descia até o tanque anualmente, mas ninguém sabia a data exata. Irrequietos, os doentes mais hábeis saltavam, esporadicamente, para se anteciparem ao anjo. A confusão era constante. Os que se sentiam melhor, corriam pelos corredores gritando “aleluia” e outros, nervosos e frustrados, desmentiam os milagres. Vez por outra, levantavam-se profetas prevendo o dia preciso em que o anjo visitaria o local.

Certos doentes jaziam por anos e anos em total mendicância, esperando o momento da cura que não chegava nunca. O estado de alguns era deplorável. Escaras cheiravam mal e piolhos podiam ser vistos a olho nu nos cabelos de certas mulheres.

Diante dessa realidade tão perversa, Cristo passou ao largo dos mais capazes, dos mais ricos e dos que menos precisavam de cura; dirigiu-se para um dos cantos esquecidos do tanque de Betesda e encontrou um homem que esperava por seu milagre há trinta e oito anos. Ninguém sabe seu nome, mas, com certeza era um pobre; sua família, ocupada com a sobrevivência, se esquecera dele fazia algumas décadas.

Jesus aproximou-se do paralítico e perguntou: “Você quer ser curado”? Ele respondeu dentro da lógica que aprendera: “Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim”. De um só fôlego, Jesus ordenou: “Levante-se, pegue a sua maca e ande”. Imediatamente o homem pegou a maca e começou a andar.

A passagem de Jesus pelo tanque de Betesda aconteceu num sábado, o dia sagrado dos judeus, porque ele tinha um propósito: mostrar que a religião se preocupa, prioritariamente, com a sua estabilidade. Os religiosos sobrevivem da ilusão e não têm escrúpulos de gerar falsas expectativas em pessoas fragilizadas.

Quando aquele senhor abandonou o tanque de Betesda com a sua maca nas costas, Jesus deixou uma mensagem para a cidade de Jerusalém: "Os milagres que procedem de Deus não premiam quem souber se mostrar hábil, santo ou rico – Deus não faz acepção de pessoas, nem busca transformar os espaços religiosos numa corrida desenfreada pela bênção onde só os mais fortes sobrevivem".

O tanque de Betesda é metáfora que lembra a humanidade que Deus olha graciosamente para os desfavorecidos, para os que não têm a menor possibilidade de se safarem dos torniquetes perversos da injustiça, para os mais indefesos – órfãos e viúvas, por exemplo.

Cristianismo deve, portanto, assumir o compromisso de continuar visitando os campos de exilados (Darfur), as clínicas de Aids (África do Sul), as periferias miseráveis das grandes cidades (Brasil) para anunciar a mais alvissareira de todas as notícias: Deus não se esqueceu dos pobres.

Descoberta arqueológica
A Jerusalém do século I a.C. reunia vários elementos das culturas anteriores, como babilônicos, persas e helênicos, que as tinha conquistado. O helenismo profundamente difundido pela alta sociedade encontrava forças nas suas bases culturais principalmente quando estava relacionado à cura de doenças, estas eram entendidas pelos povos semíticos como provenientes de demônios crença essa difundida desde períodos remotos.

O culto desenvolvido no Tanque de Betesda possuiu uma referência no texto bíblico atribuído a João em um período posterior a destruição de Jerusalém mais precisamente na década de 90 d.C. fato esse discutido por historiadores atuais que buscam a comprovação de um Jesus Histórico e que utilizam de textos joaninos para buscar tal referência. Segundo o professor doutor André Chevitarese:

“a passagem de João 5:1-9 diz respeito a um individuo com problemas de saúde, de movimento, que está há anos com esse problema, tentando entrar na piscina de Betesda. Jesus se aproximar dele e o cura, sem que ele precise entrar nessa piscina. Isso é a leitura (teológica) do texto.

Mas, essa piscina, descoberta quando da ampliação de uma casa no contexto de Jerusalém no final do século XIX, foi escavada em meados do século XX.

Para surpresa dos arqueólogos, alguns dados vieram à tona: o primeiro deles é que essa piscina faz parte de um complexo ligado ao santuário de Serápis (Asclépio) que era o deus associado à cura.

Ela tem muito pouco (pelo menos o que foi escavado) haver com o ambiente estritamente judaico. Talvez, por isso, Jesus não mandou o homem mergulhar na piscina; ele o curou ali mesmo na borda.

Este era um santuário do deus da cura, Asclépio, e parece ter muito mais relação com as guarnições multiétnicas romanas estacionadas em Jerusalém, o que não quer dizer que ele também não possa ter atendido a judeus helenizados”.

O helenismo provocou uma intensa troca cultural, que veio a provocar grandes modificações na estrutura religiosa do povo judeu, entre esses elementos podemos assim observar a presença de cultos de deuses estrangeiros, enraizados no imaginário do povo que, como exemplo pode observar o aglomerado de pessoas que utilizavam o Tanque de Betesda fato esse comprovado pelos achados arqueológicos, o sitio arqueológico encontrado possuía mais de 5.000 m2 a importância das construções indica que se tratava de lugar público.

O local foi encontrado durante as reparações e escavações da Basílica Santa Ana em 1888 pelo professor arqueólogo, Dr. Conrad Shick, localizado atualmente no bairro Mulçumano em Jerusalém, no século I, segundo o historiador Flávio Josefo esse bairro era chamado de Betesda o Tanque ficava próximo da Porta das Ovelhas e da Fortaleza Antônia englobado pela terceira muralha construída inicialmente pelas ordens do rei Agripa I (41-44 d.C.), muralha essa que teve sua construção embargada pelo Imperador Claudio no ano de 44 d.C. e finalmente completada no ano de 66 d.C. pelos judeus revoltosos.

Tanque de Betesda tornou-se Centro Cultural Jerusalém
Foram encontradas no local colunatas do estilo romano e uma pintura de um anjo agitando as águas que segundo os especialistas responsáveis pelo achado comprovam que essa pintura é do período dos imperadores romanos cristãos, fato esse comprovado pelos profissionais químicos atuais, responsáveis por estudos mais profundos utilizando a técnica do carbono 14.

Os romanos reutilizaram a estrutura e a aumentaram consideravelmente. Acrescentaram cisternas, bancos nas salas cobertas e, possivelmente, um altar para sacrifícios. O lugar era claramente um santuário onde se tomavam banhos de cura, sob a proteção de Serápis, como mostra as peças arqueológicas descobertas.

Afrescos murais representando a cura; ex-voto comemorando as duas funções de Serápis (curas e salvamentos no mar); moedas reproduzindo a efígie de Serápis e da deusa Hígia, filha de Esculápio; uma representação mostrando Serápis como serpente com a cabeça de homem barbado.

O Tanque de Betesda ficava localizado próximo a uma fonte que segundo registros, já tinha a função de abastecimento desde o período de Salomão como os mapas utilizados pela autora Karen Armstrong. A primeira menção de ocupação da atual área de Jerusalém, remonta do século X a.C. pelo povo Jebuseu nesse período não tinha referências de águas subterrâneas a parte ocupada pelos Jebuseu se resumia a um elevado bem protegido e com a fonte de Gion.

Qual o verdadeiro sentido do tanque de Betesda?
Contudo, constatamos que, o tanque nada mais era que uma espécie de “Aparecida do Norte” de sua época. Judeus que acreditavam em algo obviamente inexistente.
Um homem amparado pelo Senhor da misericórdia (6-9). Desanimado por não ter ajuda; mas, que em Jesus encontrou forças;

- Diariamente, as pessoas que tinham enfermos em casa, os traziam e os depositavam ali como se fosse lixo. Alguns até ficavam de acompanhante, outros mais abastados pagavam escravos para que servissem seu parente doente. Jesus, o Senhor da cura, estava na “Casa da Misericórdia”, mas não foi percebido, pois preocupados consigo mesmos, estavam à espera do movimento das águas.

- Neste ambiente competitivo havia muita discussão e brigas. Os mais fortes eram privilegiados. Este homem, sem ter ninguém que o ajudasse era sempre o último. Estava sempre em último lugar.

Então Cristo lhe perguntou “Queres ser curado”? A pergunta de Jesus poderia parecer obvia, mas não era. Pois, o perigo da dor prolongada é desistir da cura e ir levando do jeito que dá.

- Por ter esperado tanto tempo sem que ninguém o ajudasse entrar na água, bem que poderia ter perdido a esperança na cura.

Foi assim que Jesus o encontrou. Desamparado, apático, desanimado e decepcionado com o mundo.

Talvez a esperança pudesse ter dado lugar à mágoa e a falta de recurso o levasse a por a culpa nos outros. Mas Jesus, que sempre foi amigo e sempre ajudou aquele que carece de ajuda, foi seu amigo. Jesus foi a sua força. Com Jesus ele se levantou. “Jesus lhe disse: Levanta te, toma o teu leito e anda.

Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar”.
Jesus o curou sem pedir nada em troca, apenas por sua Graça e misericórdia.

No terceiro momento vemos:
3. Um homem abençoado após receber a misericórdia (10-18)
Que passou a incomodar o mal; mas, que em Jesus encontrou direção.

- Jesus sempre disse que veio para aliviar a dor e a tristeza do necessitado. Para ele, até outras tarefas poderiam ser deixadas de lado (como no caso de Marta e Maria), mas a de compadecer-se do próximo não se poderia deixar.

Por isso ele ajudou sem se importar se era sábado. Quanto ao homem, quando estava doente ninguém se importava com ele, mas depois de passaram a persegui-lo.

Qualquer veria aquela ocasião para a alegria e o agradecimento. Mas, sempre tem “os do contra”. Aqueles que o olhavam o brilho de Jesus com inveja. Para estes, um homem andando com uma cama nas costas era um prato cheio para as criticas.

Os religiosos judeus chegaram a conclusão que quem levasse uma agulha ou alfinete em sua roupa era pecador. Por isso, o homem foi advertido pelos judeus por estar carregando o leito no sábado.

Porém o homem rejeitou a advertência ao responder: ”Quem me curou disse: Toma o teu leito e anda”. Era como se dissesse: “se ao cumprir a ordem recuperei a saúde, como pode essa ordem ser errada”?

- O mal passou a persegui-lo, mas em Jesus ele obteve a direção. Mais tarde, quando Jesus encontrou o homem no templo lhe disse: “Já que está curado não peque mais para que não lhe aconteça algo pior”.

Este conselho de Jesus tem sentido, pois havia no intimo do coração Judaico uma premissa: “toda enfermidade do homem vem pelo pecado do homem, se, o homem foi curado seria porque seu pecado foi perdoado”. Por outro lado sempre houve gente que usou o amor, o perdão e a graça de Deus como desculpa para pecar.

Sempre houve aqueles que pecavam confiando na abundância da graça (Rm 6.1-18). Por isso, este homem, agora curado, poderia argumentar: “bom já que eu encontrei alguém que me libertou do pecado e me curou, posso continuar pecando e conseguinte sendo curado”.

Então, além da cura Jesus também dá a direção. Porém, antes ele não sabia que o havia curado, agora ao saber teve que relatar para as autoridades.

Então os religiosos foram a procura de Jesus para ouvirem dele a defesa. A defesa de Jesus foi surpreendente.

“Meu Pai não deixa de trabalhar no dia de sábado”. Certo autor comentou: “Durante o sábado o sol brilha; os rios correm; as pessoas nascem e morrem como durante qualquer outro dia; tudo é a obra de Deus”.

Jesus disse: “Se o Pai dá amor e misericórdia todos os dias; como não darei”.

Ao mesmo tempo em que um ato de misericórdia de Jesus é capaz de conquistar pessoas para a fé também faz com que os adversários se enfureçam.

O verdadeiro sentido desta mensagem é totalmente relacionado ao fato de Jesus estar passando por ali. Se Jesus não passasse por Betesda, a mesma nem mesma seria inclusa ao texto bíblico, mas de fato os autores notaram a importância desta mensagem, a qual poderia nos ajudar muito nos dias de hoje!

Enquanto o povo ficava de hora em hora esperando por um movimento nas águas, (os quais não relatam de fato ter tido êxito em curas) o próprio Deus andava entre eles. Enquanto seus olhos estavam fixados num tanque em busca de uma cura física, a própria Cura andava entre eles.

Isso demonstra o quanto o povo apegava-se nos valores físicos, procurando a necessidade de materializar algo para que pudessem acreditar na cura.

Jesus mostra que as velhas práticas somente têm valor histórico, Ele muda todas as coisas.

Jesus mostra-nos que os sacrifícios do Antigo testamento não são mais necessários. Não existe mais a necessidade de mergulhar sete vezes para receber a cura, é simples, puramente simples, apenas levante e ande!

Até hoje temos visto o povo que padece por esperar em algo que nunca lhe proporcionará realmente um milagre. Tantos como aquele aleijado assentados a beira de uma lenda, esperando com que ela se torne verdadeira.

O paganismo vem cegando vidas em torno de todo o mundo. Dentro da própria Igreja podemos enxergar tudo isso!

A intenção e fundamento deste texto não é fazer com que sua fé seja amornecida ou apagada, o verdadeiro sentido deste texto é levar a sua fé na direção correta.

Direcione sua fé naquele que anda em nosso meio até os dias de hoje, o verdadeiro Cristo que está vivo para sempre! Deixe de esperar que alguém te ajude á levantar quando Jesus já está estendendo suas mãos em seu favor á muito tempo! A verdadeira oportunidade não era daquele que se lançava nas águas após o movimento dela, a verdadeira oportunidade era daquele que lançava-se nos braços de Cristo o verdadeiro Salvador.

Você já teve esta oportunidade hoje? Então o que faz aí parado?

LEVANTE-SE E ANDE!

Jesus provou que o deus da cura não é Esculápio e sim Ele mesmo, o Senhor Jesus! Amém!

| Autor: Jânio Santos de Oliveira | Divulgação: estudosgospel.com.br |



Última edição por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 12:39, editado 1 vez(es)
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Vivian em Ter Mar 12 2013, 12:08

avatar
Vivian

Mensagens : 4929
Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 35
Localização : Jacarecity-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Irmão em Ter Mar 12 2013, 15:32

Entendo que o evangelista afirma que havia uma crença popular que ele não endossa nem condena.
Interessante que geralmente são os doentes os marginalizados que vão a Jesus e nesse caso é Jesus mesmo quem toma a iniciativa e lhe faz a pergunta. A resposta dele move o coração de Jesus: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda
:63s:

Irmão

Mensagens : 4412
Data de inscrição : 03/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Ter Mar 12 2013, 18:44

Interessante, o texto é claro:

Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim

Impossível, que uma pessoa ficasse por vários anos (talvez trinta e oito anos) vendo outras pessoas descerem ao poço e saindo do poço sem constatar curas e ainda permanecer no lugar!

Ao ver um pessoa descer e não ser curada automaticamente deixaria de acreditar!

Mais uma coisa: Ao redor do poço só haviam pessoas enfermas. Não faz sentido estar ali pessoas que não procurassem a cura.

Outra: Ninguém gritava. Aquele que via as águas serem agitadas, descia sem alarde, pois sabia que "gritar" despertaria a "concorrência"!

O poço se chamava "misercóridia" porém ninguém tinha misericórdia do outro. Jesus vem para ensinar o que significa misericórdia!

avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Ter Mar 12 2013, 21:29

Então Bino, vc acha que havia de fato cura?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qua Mar 13 2013, 07:52

Eliezer Rogerio escreveu:Então Bino, vc acha que havia de fato cura?

Sim!

Desde o AT o que vemos são sinais. Estes sinais sempre foram a evidência de que Deus estava no meio do seu Povo.

Maná, Serpente de ouro, água da rocha perderneira... etc, e todos estes sinais simbolizavam a manifestação de Jesus entre o povo.

Mas o que vemos no tanque de Betesta é uma transição: Dos sinais para a Verdade. Após Jesus ter curado o coxo, nunca mais as águas foram agitadas! A MISERICÓRDIA não seria mais disputada, nem selecionada, ela estava manisfestada a todos sem acepção de pessoas!

Esta Maravilha cessou assim que Jesus foi introduzido como o Pão Vivo que desceu do céu!
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 08:57

Onde está a base para a afirmação de que após a cura daquele homem, as águas não foram mais agitadas? onde está esta transição a que se refere?

Sinais de evidência que Deus estava no meio do seu povo? Se Deus estava naquele tanque, pq Jesus teve que curar aquele homem? Anjos podem curar?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qua Mar 13 2013, 09:40

Eliezer Rogerio escreveu:Onde está a base para a afirmação de que após a cura daquele homem, as águas não foram mais agitadas?

Estudando a cultura judaica, após a destruição de Jerusalém, este tanque foi soterrado. Com o soterramento, também cessaram as peregrinações. Hoje "O local é atualmente identificado como um reservatório duplo, com uma área geral de cerca de 46 X 92 m, encontrado durante reparações e subsequentes escavações da Basílica de Santa Ana em 1888, no bairro de Bezeta, em Jerusalém, próximo da Porta das Ovelhas e da Fortaleza Antônia."[/quote]

Eliezer Rogerio escreveu:onde está esta transição a que se refere?

Mateus 27:50-51
50 - E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito.
51 - E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;

Uma nova aliança foi feita. Tudo agora é feito por intermédio de Jesus. Tudo que o Pai fez no AT, o faz por sinais. Mas vindo a plenitude dos tempos, o SINAL de Deus é quem agora faz os milagres, apenas pela fé em Jesus!

Eliezer Rogerio escreveu:Sinais de evidência que Deus estava no meio do seu povo (EMANUEL)? Se Deus estava naquele tanque, pq Jesus teve que curar aquele homem? Anjos podem curar?

Jesus é Deus!

Veio como Verbo de Deus encarnado. O "SINAL" de Deus estava entre os homens. Naqueles dias, nenhuma manifestação de presença de Deus foi feita sem que fosse pela vida de Jesus, que é DEUS! Desde o nascimento de Jesus até hoje, nenhuma água mais foi agitada naquele Tanque! Nele está a cura, Nele está a Misericórdia, Nele está a Vida. Não precisamos mais do Tanque nem das águas agitadas do Tanque!
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 10:15

Amado...

vc não respondeu, pois não há nada no relato que prove que as aguás pararam de ser agitadas, ou como eu creio, de que aquela "falsa crença" acabou seja com a morte de Jesus ou após aquela cura do homem enfermo. Você apenas esta relatando que após a destruição de Jerusalém, aquele tanque foi soterrado, mas quem garante que após aquele dia em que o homem foi curado, a rotina do tanque foi alterada? quem garante que quando aquele véu se rasgou, aqueles homens e mulheres tiveram algum entendimento e deixaram aquele tanque? Ainda não vejo nada que prove que aquele tanque tinha cura, nem essa idéia de que Jesus cessou qualquer coisa, caso ele tivesse a intenção de mostrar a todos aqueles que ali estavam, ele teria curado aquele homem diante de todos os olhos, em parece que o texto não deixa isso claro. Imagine uma filna do sistema de saúde, todos moribundos, e chega Jesus e cura um homem, será que o pessoal não seria atraído?

Agora me parece que há contradição em suas palavras, foi o véu rasgado que terminou com a peregrinação? Foi a cura daquele homem? ou foi o nascimento de Jesus?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qua Mar 13 2013, 10:51

Eliezer Rogerio escreveu:Amado...

vc não respondeu, pois não há nada no relato que prove que as aguás pararam de ser agitadas, ou como eu creio, de que aquela "falsa crença" acabou seja com a morte de Jesus ou após aquela cura do homem enfermo. Você apenas esta relatando que após a destruição de Jerusalém, aquele tanque foi soterrado, mas quem garante que após aquele dia em que o homem foi curado, a rotina do tanque foi alterada? quem garante que quando aquele véu se rasgou, aqueles homens e mulheres tiveram algum entendimento e deixaram aquele tanque? Ainda não vejo nada que prove que aquele tanque tinha cura, nem essa idéia de que Jesus cessou qualquer coisa, caso ele tivesse a intenção de mostrar a todos aqueles que ali estavam, ele teria curado aquele homem diante de todos os olhos, em parece que o texto não deixa isso claro. Imagine uma filna do sistema de saúde, todos moribundos, e chega Jesus e cura um homem, será que o pessoal não seria atraído?

Agora me parece que há contradição em suas palavras, foi o véu rasgado que terminou com a peregrinação? Foi a cura daquele homem? ou foi o nascimento de Jesus?

É como eu disse: No AT os sinais eram uma teofania de Cristo:

Gênesis 32:27-29
27 - E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó.
28 - Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste.
29 - E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali.

Juízes 13:17-18
17 - E disse Manoá ao anjo do SENHOR: Qual é o teu nome, para que, quando se cumprir a tua palavra, te honremos?
18 - E o anjo do SENHOR lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, visto que é maravilhoso?

Isaías 9:6
6 - Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

O que vc não entendeu é que o "anjo"(Teofania) que descia e agitava as águas era Cristo o tempo todo! Mas agora este "anjo" (Teofania) se encarnou! Portanto, não tem porque as águas continuarem a ser agitadas se o "anjo" do Senhor estava andando entre eles!
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 12:08

Está dizendo que aquele anjo de betesda era uma teofania?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qua Mar 13 2013, 12:36

Eliezer Rogerio escreveu:Está dizendo que aquele anjo de betesda era uma teofania?

:46s: Revelação! Tirar o véu!

Agora entenda: Deus encarnado (Jesus) não podia estar em dois lugares ao mesmo tempo! Por isso, Ele foi ao tanque "agitar" uma água que não era a do Tanque!

avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 12:37

Vc leu toda a primeira postagem deste tópico?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 12:40

e por favor poderia responder essas questões:

Agora me parece que há contradição em suas palavras, foi o véu rasgado que terminou com a peregrinação? Foi a cura daquele homem? ou foi o nascimento de Jesus?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qua Mar 13 2013, 19:43

Eliezer Rogerio escreveu:e por favor poderia responder essas questões:

Agora me parece que há contradição em suas palavras, foi o véu rasgado que terminou com a peregrinação? Foi a cura daquele homem? ou foi o nascimento de Jesus?

Eliezer, leia o texto de Jo. 5-1-15e esqueça os comentários:

1º Foi João quem escreveu o texto. Ele não escreveria uma mentira!
2º O texto só está em João e em nenhum outro evangelho
3º O texto fala que o "anjo" descia "em um certo tempo" o qual João usa o a palavra kaiorós para "tempo" o que significa que não tinha tempo (Kronus) estabalecido. Dizer que era de ano em ano é uma falácia! Isto não está no texto!
4º Você não entendeu nada acerca da transição. Mas vou repetir:

Jesus, não pode ocupar dois lugares ao mesmo tempo. Mas a partir do momento em que Ele nasceu até a sua Morte, houve uma transição que muitos não perceberam.
Ela começa no seu nascimento e atinge seu clímax na sua morte (rasgando-se o véu). De lá para cá, não há mais "sinais" vindo do céu que não seja endossado por Jesus! Tudo é feito em Jesus, em Seu nome!

Percebi que este questionamento não partiu de você, mas de algo que você leu. Confie mais na sua meditação e revelação, e na sua intimidade com o Espírito Santo.
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qua Mar 13 2013, 22:08

Apenas concordo, como a Cidoca se não me falha a memória já havia dito em outra oportunidade, quanto a questão se tempos em tempos, o texto não deixa claro de quanto tempo, mas o fato é que aquele homem já estava ali há 38 anos, ou seja antes de Cristo nascer...e ele continuou lá quando Cristo era uma criança e somente saiu de lá quando se encontrou com Cristo!

Vc leu mesmo o texto? o que me diz das descobertas arqueológicas? o que me diz da possível continuidade daquela crença mesmo depois de muito tempo após a morte de Cristo?

Gostaria de saber quais textos vc basea esta transição...
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Cidoka em Qui Mar 14 2013, 03:02

Ouví meu nome?

Muito tempo passou desde que conversamos sobre o Tanque de Betesda, não me lembro mais de como as coisas ficaram naquela época, mas hoje podemos ver se houve renovação no espírito acerca da Palavra!

Eu acredito piamente no relato de João, não acredito que o que acontecia no tanque fosse uma lenda , acredito que curas aconteciam de verdade ali!



João 5

Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.

Ora, em Jerusalém há,

Isso é uma afirmação de João e ele não era um mentiroso


próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres.

Localização geográfica confirmada, sem dúvida nenhuma pela arqueologia!
Significa"lugar da misericórdia divina" ou "casa da misericórdia divina" e é destacado por João que o nome é hebreu.


Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados,

Ele se refere aos 5 alpendres!
Nestes (alpendres) jazia...

Estar deitado: Estar estendido, imóvel, prostrado, morto.

Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque,e agitava a água


De tempos em tempos, me parece que não se sabia quando...


e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.

João novamente afirma que ali havia curas E de qualquer enfermidade

E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.

Não é narrado a idade dele, mas fica claro que a enfermidade já tinha 38 anos e como aquele lugar estava sempre lotado, me dá a impressão que não era o lugar dos que tinham fé, mas lugar dos desvalidos...

E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?

Jesus SABE, mas pergunta e a resposta é retórica


O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.


Mas ele não deu uma resposta óbvia, ele deu uma resposta de humildade e deixa uma coisa clara, ele era um coxo, ele se arrastava, então era impossível que ele ali abandonado pudesse chegar ao tanque, só estava ali PELA FÉ!

Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.

Jesus sempre perguntava se a pessoa cria, a esse homem Ele não perguntou, Jesus conhecia seu coração e assim efetua o milagre.


Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado.

Então os judeus disseram àquele que tinha sido curado: É sábado, não te é lícito levar o leito.

Ele respondeu-lhes: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma o teu leito, e anda.

Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda?

E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão.


Jesus efetuou esse milagre e apesar de ter lá tantos enfermos, Ele saiu rapidamente e fica claro que foi ali , atender, exclusivamente àquele homem, que eu chamo de homem de fé.
Esse tanque é parte do abastecimento de água de Jerusalém , os estudos comprovam isso e apesar disso, ali estava toda sorte de doenças.
A narrativa bíblica em relação a cura de um homem coxo fora das águas do tanque, demonstra que Jesus interrompe uma crença pagã, cultuavam Apolo que era cultuado pelos soldados feridos apelavam pela ajuda desse deus-médico para sobreviver às feridas das batalhas fato esse comprovado posteriormente pois no ano 70 DC , ainda se encontra registros históricos desse culto no tanque!
Penso que Jesus saiu rápido porque não tinha ali mais ninguém que não estivesse contaminado pela cultura romana e pelo fato de que anjo algum movimentaria mais aquelas águas!

A parte espiritual do texto tem diversas interpretações, já ouví de tudo sobre esse tanque , algumas maravilhosas , mas nenhuma delas cita que naquele lugar havia sim curas , mas que era um local de adoração a Apolo e as implicações quanto aos judeus estarem adorando um outro deus.

Paz Eliezer!


avatar
Cidoka

Mensagens : 15715
Data de inscrição : 13/10/2010
Localização : Planeta Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qui Mar 14 2013, 09:14

Mas, se de fato havia cura, estranho nunca ter sido registrado no A.T. já que esse tanque é bem antigo.

Existe outro relato de um anjo curando? eles podem fazer isso?
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qui Mar 14 2013, 12:31

Eliezer Rogerio escreveu:Apenas concordo, como a Cidoca se não me falha a memória já havia dito em outra oportunidade, quanto a questão se tempos em tempos, o texto não deixa claro de quanto tempo, mas o fato é que aquele homem já estava ali há 38 anos, ou seja antes de Cristo nascer...e ele continuou lá quando Cristo era uma criança e somente saiu de lá quando se encontrou com Cristo!

Vc leu mesmo o texto? o que me diz das descobertas arqueológicas? o que me diz da possível continuidade daquela crença mesmo depois de muito tempo após a morte de Cristo?

Gostaria de saber quais textos vc basea esta transição...

Sim, eu li todo o estudo que você postou.

Algumas coisas me incomodam quanto a estudos da Palavra. Me incomoda por exemplo quando não se faz distinção entre judaísmo e Evangelho. A cultura judaica acerca do Tanque permaneceu mesmo após a morte de Jesus por um fato muito simples: Para os judeus, Jesus não é Deus! Portanto os ritos, os sacrifícios, as festas e todas as culturas continuaram até os dias de hoje. Segundo: Em todo VT existem teofanias de Cristo, que ora aparece como "anjo", ora aparece como homem, mas em todo tempo todas as manifestações são feitas por Cristo:, exemplo:
I Corintios 10:4
4 - E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo.

Então ouça Eliezer: Para mim, o "anjo" que agitava as águas era Cristo. É uma convicção! Ao se encarnar, Cristo não poderia estar em dois lugares ao mesmo tempo. Portanto, ele teve que ir pessoalmente ao Tanque e fazer "apenas um, e somente um, milagre naquele lugar, porque era exatamente assim que ELE FAZIA QUANDO AGITAVA AS ÁGUAS: APENAS UM ERA CURADO! Só que agora, o "anjo" (Cristo) encarnado, tem a oportunidade de SER misericordioso com quem de fato mais precisava da sua misericórdia.

O texto na diz a idade do coxo. Mas você já procurou imaginar durante aqueles 8 anos ou mais, quando Jesus ainda não estava encarnado, Ele descia (teofania) agitava as águas e VIA aquele coxo se esforçando e ninguém tendo MISERICÓRDIA dele?

Você me pede textos para sustentar uma convicção que vem por revelação. Me permita dizer um pensamento meu:

Se o que eu tenho como revelação (convicção) pode ser abalada (derrubada) por escritura, arqueologia, etc, então eu não tenho uma revelação e sim uma crença. Porque "crenças" podem ser abaladas, mas revelação nunca!

Tente retirar uma "revelação" que alguém diz ter recebido. Mesmo que vc saiba por a + b que aquela "revelação" é uma falácia. Jamais vc conseguirá!

Agora, uma "crença" é possível vc mudar na mente das pessoas, pois ela não é firmada em revelação e sim em conhecimento humanos (carne e sangue), exemplo:

Mateus 16:15-17
15 - Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?
16 - E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
17 - E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.

"Revelação" não vem por escritura, e sim por determinação do Espirito Santo!
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Cidoka em Qui Mar 14 2013, 14:16

É o que eu disse , a parte da interpretação varia muito e isso se essa interpretação é espiritual é assim mesmo que deve ser pois a Palavra tem essa magnífica coisa de "se renovar" a cada dia e é por isso que "ela renova" , senão ouviríamos tudo como um entojado mantra repetido e repetido a quase 2000 anos.

Mas, voltando prá parte técnica que é fria , então eu devo dizer que "comprovadamente" ali era um local de adoração a Apolo e nós não podemos bater de frente com o que "é fato".

O fato de chamar Betesda "casa da misericórdia", não quer dizer nada, hoje os crédulos chamam edifícios de "Casa de Deus" , porém entrando onde eu não queria (interpretação), como póde ser casa de misericórdia, um local onde quem não podia pagar uma pessoa por acompanhante, ou ter um escravo , ficava a 38 ANOS, se arrastando daqui prá li miseravelmente , que misericórdia era essa que fazia acepção de pessoas?
Então se fiar na tradução do nome do local é um erro!
Betesda era um local de engano quanto ao nome e quanto a quem operava os sinais e posso ver admiração no autor do texto quando enfatiza que o nome BETESDA é nome de origem HEBRAICA.
É o mesmo que falar " o que faz o povo guiado por Deus pelo deserto e que foi testemunha de sinais e maravilhas autênticas , num lugar HOJE consagrado a Apolo"?
Misericórdia fez Jesus ao entrar naquele local!



Mitologia Grega

Apolo



Por Fernanda Lima
Apolo, também conhecido com Febo (brilhante), na mitologia grega é considerado o deus da juventude e da luz, identificado primordialmente como uma divindade solar, uma das divindades mais ecléticas da mitologia greco-romana. Filho de Zeus e da titã Latona (Leto). Tinha uma irmã gêmea Ártemis que era conhecida pelos romanos como Diana, a deusa da caça. Segundo a lenda, Apolo e sua irmã nasceram na ilha de Delos onde sua mãe Leto se refugiou para se esconder da Hera, a esposa de Zeus.

Esse deus também tinha sua parte negra, era considerado um arqueiro de grande habilidade. Com um ano de idade seguiu a serpente Píton que era também inimiga da sua mãe e a matou com flechadas. A partir deste momento foi considerado um grande arqueiro. O seu arco disparava dardos letais que matavam os homens com doenças ou então mortes súbitas. O poder de Apolo se exercia em todos os lugares da natureza e do homem.

Uma grande história de amor não correspondido de Apolo foi com a Dafne. Por ser um deus muito belo, e ter muitas qualidades, quis ser bem mais que o deus Cupido. Afirmou que suas flechas eram bem mais poderosas que as do deus do Amor, mas Cupido argumentou que as flechas que possuía além de serem mais poderosas, atingiriam até o próprio Apolo. Apolo naquele momento não acreditou, foi então que o Cupido lançou uma flecha no coração dele com ouro na ponta e ele se apaixonou pela moça Dafne, mas o cupido para mostrar que era mais poderoso lançou uma flecha com chumbo na ponta no coração de Dafne que repudiava Apolo e sua paixão. Dafne não aguentava mais o deus Apolo a perseguindo, foi então que pediu a seu pai Peneu que mudasse sua forma; seu pai a atendeu e a transformou em um loureiro.

Outro grande momento que marcou a vida de Apolo foi sua grande admiração por Jacinto. Apolo tinha muito apego por Jacinto. Certo dia foram jogar discos, Apolo foi o primeiro a lançar; lançou muito forte e com precisão e Jacinto com muita vontade de jogar também foi correndo atrás do disco para pega-lo, mas Zéfiro (um dos deuses do vento) sentia muita inveja, pois Jacinto preferia Apolo. Então soprou o disco que bateu na testa de Jacinto. Apolo correu para ajuda-lo e enquanto tentava reviver o amigo, nasceu uma linda flor do sangue que escorreu de sua testa, que após sua morte recebeu o nome de Jacinto.

Apolo deus justo e puro que ajudava doentes e também curava várias doenças através do sono.

Referências:
http://lendas.no.sapo.pt/mitologia/mitos/mitoapolo.htm
http://www.lunaeamigos.com.br/mitologia/14_apolo.htm





avatar
Cidoka

Mensagens : 15715
Data de inscrição : 13/10/2010
Localização : Planeta Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qui Mar 14 2013, 14:27

Bino...

Você já argumentou seria impossível alguém ficar naquele tanque sem presenciar cura, será? Pode que falsos milagres tenham prendido a atenção daqueles doentes? Isso seria perfeitamente possível dentro de uma visão de certos segmentos evangélicos, ou movimentos que acabam dando ênfase ao milagre como forma de vaticinar sua fidelidade ou aprovação divina. Nós sabemos que o próprio diabo tem esse modo de trabalhar, operando sinais e maravilhas.
Se de Fato Cristo era aquele anjo que descia e agitava as águas e somente o SORTUDO, que pulasse primeiro nas aguás era curado, se Jesus é o mesmo ontem, hoje e será eternamente, você concorda que é estranho esta forma de Cristo “premiar” apenas um dentre tantos que necessitavam( perceba, estou falando hipoteticamente da possibilidade daquele anjo de fato ser Jesus). Se isto de fato acontecia, as águas se agitavam, por exemplo, se um leproso fosse curado, e dali algum tempo um aleijado saía andando e pulando de alegria, isso com certeza despertaria a fé de muitos, logo os que ali permanecessem tinha fé de que poderia ser curados. Então por que Jesus não os curava? Por que havia esta relação de premiação aos mais hábil ou mis sortudo? Que Deus é esse que joga uma benção para cima e quem pegar primeiro fica com ela? Onde esta a misericórdia da casa de misericórdia?
Chega ser cômico sua afirmação de que não havia gritaria, de que aquele local tivesse qualquer possibilidade de ser organizado, e Deus opera em meio a esta confusão? Feche os olhos e imagine a cena, a porta dos desesperados! “ Farinha pouca meu pirão primeiro” ...é isso? Este é o agir de Deus? Ora não havia gritaria? Então o cara que via as aguas se agitarem era um privilegiado que os outros não viam? E vc fala : Para não despertar a concorrência?
Penso que a lição de Jesus não só ensinar o que significa misericóridia, mas mostrar a falácia daquela falsa esperança de cura!


que "gritar" despertaria a "concorrência"!

Mais uma vez, perceba sua contradição, vc disse que após Jesus ter curado aquele homem nunca mais houve agitação das águas, porém em outro momento vc explica que foi com o nascimento de Jesus que as águas pararam de serem agitadas.

Agradeço sua participação no assunto, que fez olhar mais uma perspectiva em relação ao assunto, agora quanto a sua falta de base bíblica, e sua justificativa que revelação é assim mesmo, uma convicção que se tem por revelalção do espirito santo! Isso é extremamente perigoso, ainda mais se tratando da própria palavra de Deus, não estamos falando de Deus falar aos nossos corações em decisões que temos que tomar na vida, mas sim algo pertinente a interpretação das escrituras, e o mesmo espírito que inspirou os textos sagrados não irá ser contrário a revelação da palavra, ou seja, não podemos por em pé de igualdade uma certa “ revelação” com a REVELAÇÃO DAS ESCRITURAS! Casso assim fosse, nós não poderíamos confiar inteiramente nas escrituras, por que surgiriam novos prismas recebidos de certos “ungidos” que pretensamente argumentariam ter recebido novas revelações. Assim surgem as muitas heresias em nossos meio.Neste caso a palavra explica a palavra, e onde está no registro bíblico qualquer citação deste milagre? Onde no A.T. está registrado tal cura?

Graça e paz!!!




Última edição por Eliezer Rogerio em Sex Mar 15 2013, 23:06, editado 1 vez(es)
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qui Mar 14 2013, 15:06

Eliezer Rogerio escreveu:Bino...

Você já argumentou seria impossível alguém ficar naquele tanque sem presenciar cura, será? Pode que falsos milagres tenham prendido a atenção daqueles doentes? Isso seria perfeitamente possível dentro de uma visão de certos segmentos evangélicos, ou movimentos que acabam dando ênfase ao milagre como forma de vaticinar sua fidelidade ou aprovação divina. Nós sabemos que o próprio diabo tem esse modo de trabalhar, operando sinais e maravilhas.
Se de Fato Cristo era aquele anjo que descia e agitava as aguás e somente o SORTUDO, que pulasse primeiro nas aguás era curado, se Jesus é o mesmo ontem, hoje e será eternamente, você concorda que é estranho esta forma de Cristo “premiar” apenas um dentre tantos que necessitavam( perceba, estou falando hipoteticamente da possibilidade daquele anjo de fato ser Jesus). Se isto de fato acontecia, as águas se agitavam, por exemplo, se um leproso fosse curado, e dali algum tempo um aleijado saía andando e pulando de alegria, isso com certeza despertaria a fé de muitos, logo os que ali permanecessem tinha fé de que poderia ser curados. Então por que Jesus não os curava? Por que havia esta relação de premiação aos mais hábil ou mis sortudo? Que Deus é esse que joga uma benção para cima e quem pegar primeiro fica com ela? Onde esta a misericórdia da casa de misericórdia?
Chega ser cômico sua afirmação de que não havia gritaria, de que aquele local tivesse qualquer possibilidade de ser organizado, e Deus opera em meio a esta confusão? Feche os olhos e imagine a cena, a porta dos desesperados! “ Farinha pouca meu pirão primeiro” ...é isso? Este é o agir de Deus? Ora não havia gritaria? Então o cara que via as aguas se agitarem era um privilegiado que os outros não viam? E vc fala : Para não despertar a concorrência?
Penso que a lição de Jesus não só ensinar o que significa misericóridia, mas mostrar a falácia daquela falsa esperança de cura!


que "gritar" despertaria a "concorrência"!

Mais uma vez, perceba sua contradição, vc disse que após Jesus ter curado aquele homem nunca mais houve agitação das águas, porém em outro momento vc explica que foi com o nascimento de Jesus que as águas pararam de serem agitadas.

Agradeço sua participação no assunto, que fez olhar mais uma perspectiva em relação ao assunto, agora quanto a sua falta de base bíblica, e sua justificativa que revelação é assim mesmo, uma convicção que se tem por revelalção do espirito santo! Isso é extremamente perigoso, ainda mais se tratando da própria palavra de Deus, não estamos falando de Deus falar aos nossos corações em decisões que temos que tomar na vida, mas sim algo pertinente a interpretação das escrituras, e o mesmo espírito que inspirou os textos sagrados não irá ser contrário a revelação da palavra, ou seja, não podemos por em pé de igualdade uma certa “ revelação” com a REVELAÇÃO DAS ESCRITURAS! Casso assim fosse, nós não poderíamos confiar inteiramente nas escrituras, por que surgiriam novos prismas recebidos de certos “ungidos” que pretensamente argumentariam ter recebido novas revelações. Assim surgem as muitas heresias em nossos meio.Neste caso a palavra explica a palavra, e onde está no registro bíblico qualquer citação deste milagre? Onde no A.T. está registrado tal cura?

Graça e paz!!!

Com certeza, alguns entendimento ficarão sem base bíblica, pois se a escritura pudesse nos trazer toda a revelação acerca de todos os nossos questionamentos então a pessoa do ES seria desnecessária:

Deuteronômio 29:29
29 - As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.

A questão que fica é a seguinte: Este texto acima, está afirmando que a letra (escritura) é ao mesmo tempo a revelação de Deus? Ou, que a escritura, é a ponte (meio) para a revelação de Deus?

escritura=palavra revelada ?
ou
escritura + revelação do ES= espírito e vida (palavra revelada)?

Eu discirno que a partir da escritura + a revelação do ES eu chego a Verdade (Cristo).

Sola scriptura pela Sola scriptura Este ensino vem dos seminários bíblicos (batistas, presbiterianos, adventistas, assembleianos, etc) e nem eles se entendem quanto a diversos assuntos!

João 16:13
13 - Mas, quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.

João, na Ilha de Patmos quebra todo protocolo. Tudo que lhe foi revelado não partiu da escritura, no entanto, o que ele escreveu tornou-se escritura para nós!

O cerne de tudo é Jesus. Não podemos mudar nada do que Jesus disse! O que Jesus diz é Verdade. A questão que fica é: se esta Verdade tornou-se ou não revelação para nós. E ainda, se tornou em revelação (Fato e Verdade), eu ainda tenho que decidir se quero crer (fé=confiar) na revelação.

O importante é que eu seja responsável por aquilo que eu admito como Verdade, e não ser guiado pela mentalidade de outro intérprete!

Nós, em fóruns, postamos citações, estudos de pessoas que não conhecemos, não sabemos quem é, de onde vem, como base para sustentar opiniões. O difícil é saber quando faço uma citação para cooperar com aquilo que já admito como verdade, ou quando estou citando algum autor que me fez enxergar daquela maneira!

No que se refere a mim, cito apenas aqueles que corroboram com algo que eu já discerni como Verdade antes deles. Mas percebo também que alguns forenses andam como piolho, sempre pela cabeça de outros! :38s:

Valeu o debate! Não se preocupe quanto a heresias. Para quem tem O ES, ele será guiado a toda Verdade que é a pessoa de Jesus!

Fique bem, fiquem em Graça e Paz!
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Qui Mar 14 2013, 16:12

Irmão Bino...

não estou entendendo... me parece que vc está encerrando sua participação? " Valeu o debate"

Acho interessante as reflexões do texto de DT, que ao meu ver corraboram com o que eu já disse e vc acaba de concordar.

As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.
Deuteronômio 29:29

Quando lemos os VS anteriores percebemos orientações e regras de conduta para o povo, e as consequências caso eles desobedecessem tais leis...

Acredito que concordamos, escrituras revelada ao homem, e a ministração do espírito santo em nosso coração completa, nos revela sua palavra!

Agora o que eu acredito, é que não há como o espírito santo nos trazer nova revelação no sentido de contradizer a REVELAÇÃO DAS ESCRITURAS. Quem já caminhou por esse caminho acabou fazendo besteira, um certo Pr chegou a ter uma "revelação" que Deus o estava escolhendo para completar uma obra na terra pq Jesus teria falhado em seus propósitos, logo se percebe o cuidade que temos que ter em relação a questão revelação, pois nada que venha de Deus irá contrariar sua palavra!

é claro que João teve uma revelação que em conjunto com as ESCRITURAS do livro de Daniel nos trazem informações a respeito do futuro da igreja bem como o cumprimento das profecias do A.T. e as palavras do Cristo, mas vc acha que a bílbia esta aberta? que mais e mais compêndios devem ser acrescentados?

No mais, gostaria de ter respostas para as outras demais argumentações, acredito que desviamos um pouco do foco.

obs: Cuidado com o julgamento de "vai pela cabeça dos outros" lembre-se de como iniciei relatando esta indagação.
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qui Mar 14 2013, 16:48

Eliezer Rogerio escreveu:Irmão Bino...

não estou entendendo... me parece que vc está encerrando sua participação? " Valeu o debate"

Acho interessante as reflexões do texto de DT, que ao meu ver corraboram com o que eu já disse e vc acaba de concordar.

As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.
Deuteronômio 29:29

Quando lemos os VS anteriores percebemos orientações e regras de conduta para o povo, e as consequências caso eles desobedecessem tais leis...

Acredito que concordamos, escrituras revelada ao homem, e a ministração do espírito santo em nosso coração completa, nos revela sua palavra!

Agora o que eu acredito, é que não há como o espírito santo nos trazer nova revelação no sentido de contradizer a REVELAÇÃO DAS ESCRITURAS. Quem já caminhou por esse caminho acabou fazendo besteira, um certo Pr chegou a ter uma "revelação" que Deus o estava escolhendo para completar uma obra na terra pq Jesus teria falhado em seus propósitos, logo se percebe o cuidade que temos que ter em relação a questão revelação, pois nada que venha de Deus irá contrariar sua palavra!

é claro que João teve uma revelação que em conjunto com as ESCRITURAS do livro de Daniel nos trazem informações a respeito do futuro da igreja bem como o cumprimento das profecias do A.T. e as palavras do Cristo, mas vc acha que a bílbia esta aberta? que mais e mais compêndios devem ser acrescentados?

No mais, gostaria de ter respostas para as outras demais argumentações, acredito que desviamos um pouco do foco.

obs: Cuidado com o julgamento de "vai pela cabeça dos outros" lembre-se de como iniciei relatando esta indagação.

Eliezer, irmão, nós em fóruns, costumamos agir de uma ou de outra maneira que citei, não fazendo julgamento quanto a quem de fato faz assim ou não. Relaxa! :17s:

A escritura está aberta sim. Afinal são apenas 66 livros que compõem toda a escritura que se pode ter como revelação? Não se agregariam nenhum outro livro? Como os de Enoque, os manuscritos do mar morto?

Nossa maneira de pensar que a escritura se fecha em 66 compêndios é uma falácia. Com certeza ela está aberta! Não para modificar o que existe, mas para abrir entendimentos ao que ainda está obscuro.

Porém, para nossa reconciliação com Deus e redenção da alma, basta apenas um Evangelho! O que passar disto é para nosso deleite e momentos de embriaguês com a Palavra! As "contradições" quando ocorrem (e de fato há muitas nas escrituras) não invalidam a Verdade, nem faz do ES um ser confuso. Nossa mente ainda tem muito que ser disciplinada para tirarmos todo véu!

Me desculpe, achei que eu havia esgotado todos os meus argumentos por isso disse "valeu o debate".

Por favor, me lembre quais as questões que deixei sem resposta para que eu possa completá-las (se eu puder) :17s:
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Cidoka em Qui Mar 14 2013, 19:45

1-A bíblia é o único livro que eu conheço em que os autores não entram em contradição!

2-Penso que ela está fechada sim!

E estou ficando assustada com isso!
:29s:
avatar
Cidoka

Mensagens : 15715
Data de inscrição : 13/10/2010
Localização : Planeta Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Qui Mar 14 2013, 20:27

Cidoka escreveu:1-A bíblia é o único livro que eu conheço em que os autores não entram em contradição!

2-Penso que ela está fechada sim!

E estou ficando assustada com isso!
:29s:

Cidoka, a bíblia não é "um livro". São dezenas de livros que foram selecionados (entre outros 400) para nos fazer compreender algo! Porém a bíblia não está fechada!
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Paulo Marcos em Qui Mar 14 2013, 21:46

Eliezer Rogerio escreveu:Mas, se de fato havia cura, estranho nunca ter sido registrado no A.T. já que esse tanque é bem antigo.

Existe outro relato de um anjo curando? eles podem fazer isso?
Que tal os 400 anos de SILÊNCIO???
avatar
Paulo Marcos

Mensagens : 4100
Data de inscrição : 13/10/2010
Idade : 56
Localização : Guaruja - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Cidoka em Qui Mar 14 2013, 21:48

rasabino escreveu:
Cidoka escreveu:1-A bíblia é o único livro que eu conheço em que os autores não entram em contradição!

2-Penso que ela está fechada sim!

E estou ficando assustada com isso!
:29s:

Cidoka, a bíblia não é "um livro". São dezenas de livros que foram selecionados (entre outros 400) para nos fazer compreender algo! Porém a bíblia não está fechada!

Vc me entendeu!
avatar
Cidoka

Mensagens : 15715
Data de inscrição : 13/10/2010
Localização : Planeta Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por rasabino em Sex Mar 15 2013, 07:01

Cidoka escreveu:

2-Penso que ela está fechada sim!


Não! Eu não entendi a sua opinião! Por que ela está fechada para você?
avatar
rasabino

Mensagens : 1481
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Eliezer Rogerio em Sex Mar 15 2013, 11:18

PM, explique o que vc quer dizer...pq aquele tanque estava lá bem antes dos 400 anos...

Bino, se vc quiser responder, apenas releia o post

Graça e paz!
avatar
Eliezer Rogerio

Mensagens : 1548
Data de inscrição : 21/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ainda o Tanque de Bestesda!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum